As Energias para Dezembro de 2021

O ano está a chegar ao fim, e provavelmente todos nós agradeceríamos uma trégua agora, depois de um ano tão difícil e cheio de desafios. No entanto, em Dezembro a conjuntura falará outra língua. Na primeira metade do mês, a influência de Neptuno, que retoma o seu movimento direto no 1º de Dezembro, é claramente perceptível. O seu lado mais exaltado está associado aos temas do misticismo e da transcendência, enquanto que o seu lado sombrio se associa à ilusão e ao engano. Durante esses dias, talvez seja difícil enxergar o seu caminho. Não confie só no instinto.

O dia 4 de Dezembro apresenta uma Lua nova com um eclipse solar em Sagitário. Os eclipses geralmente são poderosos deflagradores de eventos. A ênfase deste eclipse em Sagitário traz um espírito de otimismo. E esse clima otimista é reforçado pela quadratura entre Marte em Escorpião e Júpiter em Aquário em 8 de Dezembro, que sinaliza muita determinação. 

Porém a quadratura de Mercúrio com Neptuno indica que a situação concreta não está clara. Três dias depois, a 11 de Dezembro, Vénus estará em conjunção com Plutão. O desejo será forte nesse momento, mas forte também será o risco de uma grande decepção. A possibilidade de grandes ganhos é igual à de grandes perdas. A quadratura do Sol com Neptuno no dia 12 indica eventos que não são tão fáceis de controlar.

Então, na segunda metade do mês, a quadratura entre Saturno e Urano se tornará cada vez mais perceptível. Será difícil continuar ignorando os conflitos entre liberdade e segurança, e isso exigirá uma mudança fundamental de atitude.

No dia da Lua cheia em Gémeos, 19 de Dezembro, Mercúrio estará em quadratura com Quíron, que retoma o seu movimento direto nesse momento. Vénus, por outro lado, começa a retrogradar no mesmo dia e volta a aproximar-se de Plutão, com o qual novamente forma uma conjunção no dia 25. 

O Sol entra em Capricórnio a 21 de Dezembro. Além disso, no dia 24, a quadratura entre Saturno em Aquário e Úrano em Touro torna-se exata novamente. Podemos esperar dias de Natal tensos, que podem confrontar-nos com expectativas não realizadas, temores em relação ao futuro e restrições. Durante esses dias, procure conscientemente distanciar-se de seus sentimentos e dar-se espaço suficiente para encontrar clareza interior. As profundas mudanças coletivas das quais todos nós temos participado ainda não podem ser julgadas conclusivamente.

Então, no fim do mês, Júpiter entra em Peixes em 29 de Dezembro. Nos próximos meses, isso dará às coisas que unem as pessoas um peso um pouco maior do que às coisas que as separam. 

No dia 30, o Sol estará em quadratura com Quíron e Mercúrio, em conjunção com Plutão. Na véspera do Ano Novo, Marte chegará à posição do eclipse solar do início do mês e ativará os seus temas novamente. Até o fim do ano, prevalecerá a constatação de que simplesmente já não é possível continuar de braços cruzados esperando tempos melhores.

De facto as energias deste mês de Dezembro serão determinantes para o ano novo que se avizinha. Há que assumir quem verdadeiramente és. Já não vai dar mais para continuares com a tua "vidinha" a brincar à "espiritualidade" e a "assobiar para o lado".

Fica bem

(A Mónada)